Imagem Blog

Beira-Mar

Por Blog
Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro
Continua após publicidade

Globo aposta na diversidade de gêneros como nunca

Leia na coluna Beira-mar

Por Daniela Pessoa Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 22 jul 2017, 19h00 - Publicado em 22 jul 2017, 19h00

A discussão sobre gêneros nunca esteve tão atual, o que se reflete nas novelas. Após transmitir o primeiro beijo gay do horário nobre, em 2014, no folhetim Amor à Vida, a TV Globo agora aposta em tramas que envolvem personagens de diferentes orientações sexuais. Responsáveis por esses papéis, os atores que estão no ar defendendo a igualdade de gêneros falaram a VEJA RIO sobre o desafio.

(TV Globo/Divulgação)

Carol Duarte, a Ivana de A Força do Querer – “Fiquei muito feliz de poder levar para a casa das pessoas um tema tão urgente. Minha família está muito orgulhosa por eu interpretar o papel. Mesmo que não vivamos na pele essa realidade, precisamos apoiar a luta trans. Ela também nos diz respeito.”

(TV Globo/Divulgação)

Silvero Pereira, o Nonato e a Elis Miranda de A Força do Querer – “É uma honra e um privilégio poder conciliar trabalho e responsabilidade social. O transformismo é uma bela arte, como outra qualquer. No teatro, local onde cresci, vi muitas atrizes e muitos atores sendo praticamente expulsos por se travestir em cena. É como se o lugar deles fosse a boate, e não o palco.”

Continua após a publicidade
(Estevam Avellar/TV Globo)

Maria Clara Spinelli, a Mira de A Força do Querer – “Interpretar uma mulher cisgênero, sendo trans na vida real, traz um sentimento de realização. Esperei muito por essa chance. Até agora havia vivido personagens como eu, transgêneros. Sonho em fazer a mocinha um dia, mas ainda há muitas barreiras a ser quebradas.”

(Divulgação/TV Globo)

Gabriel Sanches, a drag queen Rúbia de Pega Pega – “Eu sou exatamente essa pessoa, homem que se veste de mulher, que se ama e se acha linda como drag queen, mas que adora sua barba. Sou um amante do feminino. É hora de mudar o mundo, de permitir que seres humanos se apaixonem por outros sem rótulos.”

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.