Uerj adia pela quinta vez o início das aulas em função da crise

Os problemas na universidade se arrastam desde o fim de 2015, quando as contas começaram a ficar atrasadas

O Fórum de Diretores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) decidiu, em reunião realizada quinta (9), adiar pela quinta vez o início das aulas referentes ao segundo semestre do ano passado, devido à atual crise financeira que atravessa o governo do Rio de Janeiro. A Uerj entende “que um fator crucial desta crise diz respeito ao pleno exercício de sua autonomia, inclusive financeira, e está preparando as medidas judiciais cabíveis para o cumprimento dessa disposição constitucional. Também estamos elaborando anteprojeto de lei, a ser encaminhado à Assembleia Legislativa do Rio, com a mesma finalidade”, diz, em nota, o colegiado.

No início de janeiro, a reitoria da Uerj adiou o início das aulas do segundo período de 2016 pela falta de condições necessárias ao pleno funcionamento da instituição. Entre os problemas estão o não pagamento das bolsas e salários pelo governo do estado. Em nota, a Uerj informou que, desde então, a reitoria e o fórum de diretores vêm se reunindo semanalmente para avaliar e propor alternativas para superar o que chama de “maior crise de financiamento em sua história”.

Segundo o fórum, os principais entraves para o início das aulas são a inexistência de um plano de regularização dos pagamentos às empresas terceirizadas (manutenção, infraestrutura, limpeza, segurança, coleta do lixo, restaurante universitário, elevadores e outros), a ausência de um calendário de pagamento de salários e bolsas estudantis, além da falta de um cronograma de repasses de verbas para a manutenção em geral.

“Diante desses fatos, a reitoria, apoiada pelos diretores de faculdades e institutos da universidade, decidiu aguardar até a próxima quinta-feira (16), quando voltará a se reunir para definir sobre o início das aulas”, diz a nota.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Não existe CRISE, como não existe LEGADO, apenas consequência disso tudo é fruto do PUTEIRO generalizado que se tornou o país e ainda mais o “rio de janeiro”. Só lamento pelos necessitados e crianças, pois o povo tem de se danar mesmo. No carnaval todos lotam as ruas e se deixar rola o ano todo e maracanã com Fla (60.000) no jogo da libertadores. Vamos deixar de olhar o próprio umbigo, largar Facebook (pura ilusão) e revindicar de madeira ordeira nossos direitos! PMDB CÂNCER DO BRASIL – PT ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA.