TRE nega habeas corpus a casal Garotinho, que recorrerá ao TSE

Segundo advogados, ex-governadores correm risco detidos com rivais políticos

 (Fernando Frazão/Agência Brasil)

A desembargadora Cristina Feijó, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), negou nesta quinta (23) o pedido de soltura feito pelos advogados do casal Garotinho. A decisão ainda precisa ser validada pelo plenário da casa.

Procurados, os representantes dos réus informaram que vão recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar reverter a decisão. Os advogados afirmam que os ex-governadores estão em situação de risco por se encontrarem presos na Cadeia Pública José Frederico Marques, em benfica – onde também estão detidos rivais políticos do casal acusados de corrupção, como Sérgio Cabral Filho e Jorge Picciani.

Garotinho e Rosinha são suspeitos de corrupção e financiamento ilegal de campanha durante eleições recentes para a prefeitura de Campos, no norte do estado. Eles estão detidos desde a última quarta (22).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s