Professores da Uerj entram em greve por tempo indeterminado

Com três meses de salários atrasados, o governo estadual também não paga as empresas que fazem o serviço de segurança e de manutenção do elevador

UERJ

 (Felipe Fittipaldi/Veja Rio)

Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) anunciaram entrar em greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada um dia depois que o adiamento do ano letivo foi anunciado. Os servidores estão com três meses de salários e bolsas atrasados e sem o 13º de 2016. Na reunião do conselho de diretores realizada na segunda (31), o reitor da Uerj, Ruy Garcia Marques informou sobre a impossibilidade de retomar o período letivo. A universidade ainda tem dificuldades de manter a estrutura de segurança e os elevadores, já que as empresas responsáveis por esses serviços não vêm sendo pagas pelo governo do estado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s