Presidente da Fecomércio diz que não era amigo de Sérgio Cabral

Orlando Diniz era vizinho do ex-governador no Leblon e em Mangaratiba

Uma relação institucional. Foi assim que Orlando Diniz, presidente da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) preso na última sexta (23), definiu seu relacionamento com o ex-governador Sérgio Cabral em depoimento à Polícia Federal.

Diniz e Cabral eram vizinhos no Leblon e tinham casas em um mesmo condomínio em Mangaratiba. Entretanto, o presidente da Fecomércio negou que tenha sido beneficiado durante a gestão do ex-governador hoje preso.
Segundo ele, o aumento de 1000% ems eu patrimônio identificado pelas autoridades não aconteceu.

Além disso, o pagamento por parte das instituições que Diniz controlava do salário de uma governanta que trabalhava no Palácio Guanabara fazia parte de uma estratégia para dar visibilidade à marca junto ao governo. De acordo com o Ministério Público Federal, o executivo gastou R$ 180 milhões com advogados para se manter no comando da Fecomercio. Entre os escritórios contratados, está o de Adriana Ancelmo, mulher de Cabral.

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s