Os 50 anos do Parque do Flamengo em 20 curiosidades

Aterro faz aniversário nesta semana com vegetação vistosa, arquitetura arrojadae cenário deslumbrante

“Bem que eu me lembro, a gente sentado ali na grama do Aterro sob o sol” dizem os versos da famosa canção de Gilberto Gil. O Parque do Flamengo (ou Aterro, como preferiu o poeta) já foi totalmente incorporado à paisagem da cidade. Nesta semana, o local completa 50 anos de praia. Confira a seguir algumas curiosidades sobre o espaço.

Surgimento

Projetado entre 1954 e 1959, o Aterro do Flamengo teve suas obras iniciadas em 1961. Ele ocupa uma área localizada entre o aeroporto Santos Dumont e a enseada de Botafogo.

+ Parque do Flamengo ganha exposição de aniversário

Ideia

Aluna do pintor Cândido Portinari, a arquiteta Lotta Macedo Soares foi a grande idealizadora do Parque do Flamengo. No auge dos trabalhos, ela chegou a trabalhar 18 horas por dia no desenvolvimento do espaço, que esteve no centro de várias polêmicas durante sua construção.

Inauguração

Oficialmente, o Parque do Flamengo nunca foi inaugurado, já que projeto original nunca chegou a ser totalmente construído. De toda forma, comemora-se o aniversário informal do espaço é comemorado na semana do dia 12 de outubro, quando uma grande festa de Dia das Crianças foi realizada no local em 1965.

Aterro do FlamengoAterro do Flamengo

 (/)

Iluminação

O projeto de iluminação do Parque do Flamengo é do designer americano Richard Kelly. Ao criar o sistema, sua ideia era que as lâmpadas do local tivessem o brilho de um luar intenso. E as famosas peladas no Aterro são a maior prova de que isso deu certo, acontecendo todos os dias do ano, inclusive durante a madrugada.

Brigas

O alto valor da iluminação pensada por Kelly esteve no centro de uma grande polêmica durante a construção do Parque do Flamengo. Com lâmpadas de 1.000 watts e 60 postes de 17 toneladas cada um, o projeto exigia tecnologia que não existia no Brasil. A solução foi importar as lâmpadas e montar uma fábrica de postes no subúrbio.

+ Theatro Municipal passa a oferecer visitas guiadas a preço popular

Mais brigas

Outra confusão durante a construção do Parque do Flamengo envolveu o número de pistas para veículos no Aterro. Lotta queria duas. A prefeitura exigia quatro. No fim, prevaleceu a vontade da arquiteta, como podemos ver até os dias de hoje.

Draga

Qual é a semelhança entre o Canal do Panamá e o Parque do Flamengo? Nos dois locais, uma mesma draga foi usada. O equipamento que ajudou a abrir a ligação de oceanos na América Central retirou areia do mar para a criação da Praia de Botafogo.

3°

 (/)

2 em 1

Por lei, o que chamamos hoje de Parque do Flamengo é, na verdade, um espaço formado por dois parques. Desde 1988, o intervalo entre o aeroporto e o Monumento aos Pracinhas se chama Parque Brigadeiro Eduardo Gomes. Já o trecho que vai dali até a Praia de Botafogo se chama Parque Carlos Lacerda, em homenagem ao governador que inaugurou o espaço.

Nautimodelismo

Você sabe o que é nautimodelismo? Trata-se do hobby de construir versões reduzidas de navios, veleiros e outras embarcações. O Parque do Flamengo conta com um tanque criado especialmente para esse divertimento que, infelizmente, se encontra hoje abandonado.

+ Espaço Nirvana oferece atividades gratuitas no Outubro Rosa

Talipot

Uma das atrações do Parque do Flamengo atende pelo nome científico de Corypha umbraculifera. Popularmente conhecida como Talipot, essa palmeira floresce apenas uma vez durante a sua existência para depois morrer. A última vez em que isso aconteceu no Aterro foi há cerca de 11 anos.

Aterro

O nome Aterro não é à toa. Para a construção do atual Parque do Flamento, o Morro de Santo Antônio foi desmanchado a jatos d’água no fim da década de 1950. E os restos do desmonte foram usados na confecção do novo espaço.

PARQUE DO FLAMENGOPARQUE DO FLAMENGO

 (/)

MAM

Criado em 1948, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro funcionou no Palácio Gustavo Capanema durante 10 anos. Desde então, sua sede é uma das atrações do Parque do Flamengo. Em 1978, um incêndio destruiu quase todo acervo da instituição.

Inovações

A presença de abricó-macaco, pau-mulato e outras espécies foi uma novidade trazida pelo Parque do Flamengo. Até então, usar plantas do mesmo tipo ou mesmo variedades comuns no Brasil não era um hábito do nosso paisagismo.

+ Prefeitura inicia processo de exclusão de linhas de ônibus da Zona Sul

Árvores

Quando o assunto é vegetação, o Parque do Flamengo apresenta números impressionantes. São mais de 11 mil árvores de 190 espécies nativas e exóticas. Só de palmeiras, são mais de quatro mil de 50 variedades.

Monumento dos pracinhas

Oficialmente denominado Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, o popular Monumento aos Pracinhas é um dos pontos de referência do Parque do Flamengo. Ali, no primeiro domingo de cada mês, acontece a troca da guarda do local, onde se revezam militares da Aeronáutica, Exército e Marinha.

Monumento aos PracinhasMonumento aos Pracinhas

 (/)

Estácio

Fica no Parque do Flamengo um dos raros monumentos em homenagem ao fundador da cidade Estácio de Sá. A pirâmide projetada pelo arquiteto Lucio Costa foi inaugurada em 1973. Reza a lenda que a aparição de São Sebastião durante a Batalha das Canoas teria acontecido ali perto em 1566.

Equipe

Lotta Macedo Soares não bolou sozinha o Parque do Flamengo. Faziam parte da sua equipe nomes como o paisagista Roberto Burle Marx e o botânico Luiz Emygdio de Mello Filho. O projeto arquitetônico do espaço foi assinado por Affonso Eduardo Reidy.

+ Churrascaria Porcão Rio’s é interditada por irregularidades

Área

São mais de 1 milhão de metros quadrados, ocupados por quadras, restaurantes e outras atrações. O Parque do Flamengo é hoje o maior da cidade e de longe. Espaços como a Quinta da Boa Vista (155 mil metros quadrados) e o Parque Madureira (90 mil metros quadrados) são bem menores.

Extensão

Ao todo, o Parque do Flamengo tem sete quilômetros de extensão. Catete, Centro e Glória são alguns dos bairros cortados pela área de lazer.

Presente

Para comemorar seus 50 anos, o Parque do Flamengo recebeu um banho de loja. Em 2015, 11 mil metros quadrados de grama foram replantados no local, que teve calçadas e quadras reformadas também.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s