MPF investiga ex-secretário de Obras por lavagem de dinheiro

Ele teria realizado transações para ocultar dinheiro recebido ilicitamente de empreiteiras

Obras Transbrasil Obras da Transbrasil

Obras da Transbrasil (QueVista!Imagens Aéreas/Divulgação)

O ex-secretário municipal de Obras do Rio de Janeiro, Alexandre Pinto, foi denunciado hoje (23) pelo Ministério Público Federal (MPF) por crime de lavagem de dinheiro.

Ele teria realizado transações – em nome da mãe e dos filhos – para ocultar e dissimular a origem de patrimônio recebido ilicitamente da Carioca Engenharia, OAS e Andrade Gutierrez, empreiteiras contratadas para as obras da Transcarioca e recuperação ambiental da Bacia de Jacarepaguá, no Rio.

Ainda segundo o MPF, denúncia da Força-Tarefa da Lava Jato no Rio indica que Alexandre Pinto teria recebido vantagens indevidas das empreiteiras entre 2011 e 2014.

O ex-secretário de Obras da Prefeitura do Rio de Janeiro Alexandre Pinto, o ex-subsecretário Vagner de Castro Pereira e o doleiro Juan Bertran foram presos na manhã de hoje (23) pela Polícia Federal, no âmbito da Operação Mãos à Obra.

A ação, em conjunto com o Ministério Público Federal, mobiliza aproximadamente 80 agentes em três unidades da federação: Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s