Livro conta a história de Conde D’Eu, marido da princesa Isabel

A obra desconstrói a imagem de um príncipe consorte sanguinário, jogando luz sobre o personagem

 (Marc Ferrez/ Biblioteca Nacional/Divulgação)

Grandioso prédio de inspiração neoclássica, o Templo da Vitória foi inaugurado em 10 de julho de 1870, diante do Campo de Santana, para celebrar o triunfo do Brasil na Guerra do Paraguai. Apesar da aparente solidez, a construção, basicamente uma fachada de madeira, gesso e lona, ficou de pé por apenas uma semana. A fotografia acima, de Marc Ferrez, foi selecionada pelo historiador Rodrigo Goyena Soares, organizador de Diário do Conde D’Eu — Comandante em Chefe das Tropas Brasileiras na República do Paraguai (Paz e Terra, 336 págs., R$ 54,90), para ilustrar a inédita publicação do relato de campanha do marido da princesa Isabel. Com lançamento previsto para a Feira Literária da Serra Imperial, que ocupa o Museu Imperial a partir de quarta (30), o livro desconstrói a imagem de um príncipe consorte sanguinário, jogando luz sobre o personagem.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s