Justiça prorroga prisão de indiciados pela morte de embaixador

O crime ocorreu na noite do dia 26 de dezembro do ano passado, na casa da vítima, em Nova Iguaçu

O juiz Alexandre Guimarães Gavião Pinto, da 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, prorrogou por mais 30 dias as prisões temporárias de Françoise de Souza Oliveira, Sérgio Gomes Moreira Filho e Eduardo Moreira Tedeshi. Os três foram indiciados pela morte do embaixador grego no Brasil, Kyriakos Amiridis, no fim do ano passado.

O pedido foi feito pela Polícia Civil. O crime ocorreu na noite do dia 26 de dezembro do ano passado, na casa da vítima, em Nova Iguaçu.

Segundo as investigações, Françoise, esposa do embaixador, teria articulado o assassinato de Kyriakos com o policial militar Sérgio Gomes. O policial ainda teria sido ajudado por Eduardo, que é seu sobrinho. Os três tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça no dia 30 de dezembro. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s