Justiça autoriza reconstrução da Ciclovia da Niemeyer e indicia 14 pessoas

Decisões foram tomadas na quarta (13). Membros da Empresa GeoRio e do Consórcio Concremat/Concrejato estão entre os réus

Catorze pessoas foram indiciadas pelo desabamento do trecho da Ciclovia da Niemeyer, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A decisão foi tomada pelo juiz Marcelo Oliveira da Silva, da 32ª Vara Criminal da Capital, nesta quarta (13), que aceitou a denúncia do Ministério Público. Os acusados irão responder por homicídio culposo (sem intenção de matar), pela morte de Eduardo Marinho Albuquerque de 54 anos, e Ronaldo Severino da Silva, 60 anos.

+ Rio 2016 terá a maior transmissão de TV da história

O trecho da ciclovia Tim Maia desabou no dia 21 de abril, três meses após a inauguração, em 17 de janeiro, a um custo de R$ 44 milhões. Os réus do processo são Fábio Lessa Rigueira, Juliano de Lima, Geraldo Baptista Filho, Marcus Bergman, Élcio Romão Ribeiro, Ernesto Ferreira Mejido e Fabio Soares de Lima, da Empresa GeoRio; e Ioannis Saliveros Neto, Marcelo José Ferreira de Carvalho, Jorge Alberto Schneider, Fabrício Rocha Souza, Neu Araújo Lima, Luiz Edmundo Andrade Pereira e Claudio Gomes de Castilho Ribeiro, do Consórcio Concremat/Concrejato. 

+ Frente fria chega ao Rio neste fim de semana

Ainda na quarta (13), a Justiça federal decidiu liberar as obras de reconstrução do trecho. A decisão foi tomada pelo desembargador federal Guilherme Calmon, presidente da 6ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da Segunda Região (TRF2), que decidiu suspender a liminar da primeira instância, que impedia o município do Rio de reconstruir a ciclovia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s