Jorge Picciani influenciou do governo Brizola a Rio 2016

Levado em condução coercitiva nesta terça (14), Jorge Picciani preside o partido que há 13 anos ocupa o Palácio Guanabara

(Marcelo Theobald/Agência O Globo)

No final da década de 1990, era comum ver galhardetes de Picciani em Anchieta, Guadalupe e outros bairros do subúrbio carioca. Vinte anos depois, o sobrenome de origem italiana deixou de representar uma liderança local para se tornar um dos clãs mais poderosos da cena política fluminense. Do governo Brizola a Rio 2016, não houve acontecimento relevante no estado do Rio que não contasse com a participação do patriarca ou dos herdeiros Leonardo e Rafael. Levado em condução coercitiva nesta terça (14) pela Polícia Federal, Jorge Sayed Picciani é pai de um ministro, preside o partido que há 13 anos ocupa o Palácio Guanabara e apoiou 5 dos últimos 6 governadores eleitos.

Confira abaixo uma linha do tempo com os fatos mais importantes da vida política do principal cacique da assembleia legislativa fluminense:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s