Intervenção federal anuncia novos chefes da Polícia Civil e PM

Delegado Rivaldo Barbosa e Coronel Laviano ainda não têm posses marcadas

Rio de Janeiro (RJ), 20/02/2017 – Exército na favela Kelson’s na Penha. Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo

Rio de Janeiro (RJ), 20/02/2017 – Exército na favela Kelson’s na Penha. Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo (Domingos Peixoto/Agência O Globo)

Dezoito dias após a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro ser decretada pelo presidente Michel Temer (MDB), nesta terça-feira , 6, foram anunciados os novos chefes das polícias Civil e Militar do Estado do Rio. O delegado Rivaldo Barbosa, que era diretor da Divisão de Homicídios do Rio, vai ser o chefe da Polícia Civil, em substituição a Carlos Augusto Leba. A Polícia Militar será comandada pelo coronel Luis Claudio Laviano, que vai substituir o coronel Wolney Dias Ferreira. Os nomes foram escolhidos pelo secretário estadual de Segurança, general Richard Nunes. A secretaria não informou quando os dois vão assumir as novas funções.

Barbosa ingressou em 2002 na Polícia Civil, onde chefiou a Coordenadoria de Informação e Inteligência Policiais (Cinpol), a Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (Polinter) e atualmente era o diretor da Divisão de Homicídios. Na Secretaria de Segurança, o delegado já ocupou o cargo de titular da Subsecretaria de Inteligência. Barbosa também foi o responsável pelo desenvolvimento e execução do plano operacional de inteligência dos Jogos PanAmericanos de 2007. Entre diversos cursos e seminários, Rivaldo participou do Curso Superior de Inteligência Estratégica da Escola Superior de Guerra.

PM

O coronel Luis Claudio Laviano, de 49 anos, comandou o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), que reúne as 38 Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Na Prefeitura do Rio, Laviano foi inspetor-geral da Guarda Municipal e subsecretário municipal de Ordem Pública. Ele frequentou o Curso de Formação de Oficiais (CFO) de 1988 a 1991. Em 1998, integrou o Curso de Operações Especiais do Bope e no ano seguinte fez o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais. O novo comandante da PM possui ainda os cursos de Operações Especiais (COEsp), de Ações Táticas (CAT), Modo de Treinamento de Defesa Pessoal, Controle de Conflitos e Situações de Crise, Avançado de Negociações, Proteção e Segurança de Autoridades (CSPAUT) e Superior de Polícia Integrado (CSPI).

Segundo nota divulgada pela secretaria estadual de Segurança, Nunes determinou que cada um dos novos chefes “priorize a valorização profissional, forneça um diagnóstico para as condições necessárias de trabalho, incremente a integração entre as polícias e forças de segurança, além de fortalecer o Sistema Integrado de Metas”.

Antes do anúncio dos novos comandantes das polícias, o secretário de Segurança recebeu Leba e Ferreira, a quem agradeceu pelo empenho nas respectivas funções.

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Grande delegado Rivaldo. Pertenceu as fileiras da FAB. Parabéns