Imprevistos marcam os preparativos para os Jogos

Alguns são trágicos, como a queda da ciclovia, há aqueles banais, a exemplo da pane no VLT, e outros que são irritantes — caso dos buracos no asfalto do novíssimo Elevado do Joá

Foi a maior festa, lá e cá: em outubro de 2009, durante uma cerimônia em Copenhague, na Dinamarca, anunciou-se a escolha do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Na disputa, é sempre bom lembrar, ficaram para trás metrópoles do naipe de Chicago, Madri e Tóquio. Orgulho, euforia e uma tremenda fé em dias melhores, abastecida pelo pacote de melhorias anunciado como legado olímpico, marcaram o começo dos preparativos para o grande evento em terra carioca. Depois vieram as crises econômica e política, entre outros percalços. Dois deles ocorreram na última semana: a pane elétrica do VLT, na segunda, 6, pouco mais de 24 horas após a sua inauguração, e o esfarelamento do asfalto nas pistas do novo Elevado do Joá, registrado na terça (7). O enguiço do transporte sobre trilhos, sistema ainda em fase de implementação, inspirou mais piadas do que indignação. Já os buracos no elevado — um deles bem vistoso, com cerca de 2 metros quadrados — tiraram do sério até o prefeito Eduardo Paes, que considerou o problema “inaceitável” em entrevista ao jornal Bom Dia Rio, da TV Globo. A ligação entre São Conrado e a Barra começou a ser levantada em junho de 2014, custou 457,9 milhões de reais e foi entregue aos motoristas no último 28 de maio. Dez dias depois, exibia indesculpáveis falhas no asfalto. Pior: o conserto, flagrado na foto acima, não durou nem um dia. Não há mais tempo para tropeços. A tolerância zero deve vigorar, no mínimo, em respeito à morte do engenheiro Eduardo Marinho de Albuquerque e do gari comunitário Ronaldo Severino da Silva, perto dali, vítimas do desmoronamento de parte da ciclovia de São Conrado, em 21 de abril.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s