Greve dos caminhoneiros aumenta preços dos cortes de frango

Especialista alertam para riscos de aumento em outros tipos de carnes

Os reflexos da greve de caminhoneiros continuam afetando os preços de alguns produtos.  Em relação ao preço dos cortes de frango que chegam aos supermercados, para o varejo e consumidores, o impacto pode chegar a 4%, o que representaria uma alta considerável na inflação do mês de junho. Com mais de 70 milhões de aves mortas e perdas de R$ 3 bilhões, segundo Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), a carne de frango chegou a subir cerca de 40% para o atacado, na Bolsa de Gêneros Alimentícios.

Segundo o coordenador do Indice de Preço ao Consumidor (IPC) do FGV IBRE, André Braz, o repasse ao consumidor não ficará restrito à carne de frango, mas também pressionará o preço da bovina e da suína. Segundo ele, o impacto maior será percebido pelas famílias de baixa renda, já que esse grupo gasta maior parte da renda com alimentação.

Antes da greve, os frigoríficos já haviam reduzido o ritmo de produção por causa do embargo à exportação ao produto brasileiro, além da quebra de safra de milho na Argentina que tornou o frango um produto mais caro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s