Eduardo Paes é suspeito de ter favorecido empresa em obra olímpica

Prefeito do Rio é acusado de ter autorizado construção sem licitação do Pavilhão 6, que receberá as competições de boxe e de vôlei sentado

Acusado de ter favorecido a construção do Pavilhão 6 do Centro de Convenções Riocentro sem licitação pela GL Events, que administra o Riocentro, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, negou a denúncia. A empresa, em troca, estendeu a administração da Arena Olímpica do Rio, também na Barra da Tijuca, por 30 anos.

+ Eduardo Paes pode ser indiciado por queda da Ciclovia da Niemeyer

O Pavilhão 6 receberá as competições de boxe e de vôlei sentado na Olimpíada e na Paraolimpíada, enquanto que a Arena Olímpica sediará as disputas de ginástica. Apesar do Pavilhão 6 ser considerado um dos legados olímpicos, ele não integrava a Matriz de Responsabilidades que prevê os custos e responsabilidades pelas obras. 

+ 47 casos de microcefalia são confirmados no Rio

+ VLT será gratuito por 40 dias

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s