Com tradução, russas assistem ao vídeo da repórter assediada

Reações ao vídeo refletem quadro machista do país

Três mulheres russas foram escolhidas pelo jornal O Globo nas ruas de São Petersburgo para assistirem ao vídeo em que uma repórter do país é assediada com palavras de baixo calão por torcedores brasileiros durante a Copa do Mundo. Apesar do episódio não ter tido muita repercussão no país do mundial devido à pouca popularidade do Facebook, as meninas já tinham escutado falar do acontecido.

Uma das mulheres que opinaram sobre o caso disse que o episódio não passou de “uma confusão de idiomas”, garantindo que a reputação dos brasileiros no país está preservada. Outra mulher chegou a dizer que a culpa seria da própria repórter. “Por que ela estava ali com eles? Ela deveria saber com quem está andando”, disse.

Segundo a tradutora, a tom da fala das russas não era de absolvição aos brasileiros, mas também não aliviavam a profissional.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s