Antes de morrer, jovem baleado na Maré disse que tiros vieram de caveirão

Velado no Palácio da Cidade, Marcos da Silva foi enterrado no São João Batista

 (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Morto durante uma operação policial na Maré na última quarta (20), Marcos Vinícius da Silva apontou um caveirão como origem do tiro que o levaria a morrer. A revelação foi feita por Bruna da Silva, sua mãe, nesta quinta (21), durante o velório do menino no Palácio da Cidade.

Bruna contou que encontrou Marcos consciente após o menino ser atingido pelo tiro. Na ocasião, a criança teria informado que o disparo que a alvejou fora feito a partir de um blindado. “Ele não viu que estava com roupa de escola, mãe?”, perguntou o jovem, de acordo com sua mãe. Após o velório na residência oficial do prefeito, o garoto de 14 anos foi enterrado ontem no cemitério São João Batista.

A morte de Marcos levou a juíza Ana Almeida, da 6ª Vara de Fazenda Pública, a solicitar à Polícia Civil um relatório sobre a ação na Maré, que terminou com seis mortos. O documento deve ser entregue pelas autoridades em um prazo de 10 dias. O cumprimento de 23 mandados de prisão motivou a operação, que teve apoio do Exército e terminou sem ninguém detido.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s