Clique e assine por apenas 4,90/mês

Coronavírus: Witzel pretende aplicar multas a quem sair de casa

Governador vai sugerir ao Congresso a elaboração de uma legislação mais dura a quem descumprir as medidas de isolamento social

Por Cleo Guimarães - 13 abr 2020, 13h49

Basta uma volta pelas ruas da cidade para constatar o que o monitoramento do Centro de Operações Rio (COR), da prefeitura, comprovou estatisticamente: a adesão do carioca ao isolamento social vem diminuindo desde que as medidas de restrição de circulação foram adotadas no estado. O índice de isolamento na Tijuca, por exemplo, chegou a 90% na primeira semana da quarentena – agora é de 81%. Na Barra, bairro com maior número de casos, a queda foi de 92% para 86%. Preocupado com este relaxamento, o governador Wilson Witzel pretende fazer com que comece a doer no bolso de quem optar por sair às ruas quando não houver necessidade – outra exceção são os trabalhadores de serviços essenciais.

Covid-19: O projeto “Como ajudar?” amplia a discussão sobre doações

Witzel vai sugerir ao Congresso a elaboração de uma lei para aplicação de multa e de medidas penais severas a quem descumprir a quarentena – por se tratar de Direito Civil, cabe à União deliberar sobre este tema. O prefeito Marcelo Crivella fará uma atualização sobre o quadro de coronavírus na cidade nesta segunda-feira, às 16h, no Riocentro.

+ Para receber a Veja Rio em casa, é só clicar aqui.

Continua após a publicidade
Publicidade