Clique e assine por apenas 7,90/mês

Visagista cuida gratuitamente da imagem de pacientes com câncer

Criadora do projeto OncoImagem Brasil, Priz Azevedo trouxe a iniciativa este ano para o Rio

Por Heloiza Gomes - Atualizado em 21 ago 2017, 20h14 - Publicado em 19 ago 2017, 10h44

Há cerca de quatro anos, a visagista Priz Azevedo entrou numa livraria, abordou uma vendedora e contou que se sentia muito magra e com a autoestima abalada. Queria uma indicação de leitura. A atendende lhe sugeriu dois títulos: Quimioterapia e Beleza e Enfrentando o Câncer — Cuidados com a Imagem Pessoal, “Acho que ela pensou que eu estava doente. Mas, a partir daí, passei a pesquisar sobre o assunto e vi que poderia ajudar pacientes com câncer de alguma forma”, relembra a criadora do projeto OncoImagem Brasil. A iniciativa nasceu no Espírito Santo, em 2014, mas chegou ao Hospital Mário Kroeff, na Penha, no começo deste ano.

Em uma modesta sala, com o apoio de oito voluntários, a visagista auxilia os pacientes que lutam contra o câncer a cuidar da autoestima e do equilíbrio emocional por meio da recuperação da imagem. Para isso, é oferecido um combo de serviços, que inclui a doação de peruca e a escolha da maquiagem adequada ao tipo de cada um, por exemplo. “A nossa imagem gira em torno do que a gente é, então o que fazemos é devolver as características da personalidade para evitar o conflito existencial durante o tratamento, que pode gerar depressão”, afirma Priz, que já atendeu mais de 500 pessoas. “Há casos em que o paciente pensa até em se suicidar por causa da perda do cabelo”, acrescenta. Para custear o projeto, a visagista investe recursos próprios e conta com ajudas esporádicas. “Vou catando voluntário no meio do caminho, compro material, faço campanha de doação de cabelos, dou o jeito que consigo”, garante.

A determinação de colaborar resultou na parceria com uma empresa de cosméticos, que doa cílios postiços, e com as ONGs Rapunzel Solidária e Amor em Mechas. “Envio os cabelos que consigo e eles me mandam as perucas prontas”, diz. Na tentativa de alavancar a campanha de doação de cabelos, Priz procura ainda viabilizar dois eventos: a exposição Eu Cuido de Mim, com vídeos e fotos de pessoas atendidas, e a promoção OncoDebut, que pretende oferecer uma festa de 15 anos a uma paciente. Em março, ela também estará à frente do OncoMulher, um workshop anual cuja verba será destinada à Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos. “Nunca tive câncer e não há casos na minha família, mas encontrei a minha missão.”

Publicidade