Clique e assine por apenas 4,90/mês

Villa Aymoré, na Glória, é o novo polo cultural e empresarial do Rio

Era por ali que, dizem, dom Pedro I (1798-1834) passava para visitar a amante Maria Benedita de Castro e Melo (1792-1857), cujo casarão ficava ao lado

Por Heloíza Gomes - Atualizado em 5 dez 2016, 11h01 - Publicado em 8 out 2016, 01h00

Construída entre 1908 e 1910 aos pés do Outeiro da Glória, a Villa Aymoré, na Glória, é composta de dez casas. Era por ali que, dizem, dom Pedro I (1798-1834) passava para visitar a amante Maria Benedita de Castro e Melo (1792-1857), cujo casarão ficava ao lado. Detalhe: ela era irmã da marquesa de Santos (1797-1867), também amante do monarca. Com o passar dos anos, o lugar virou um cortiço e, em 2009, três executivos compraram a área para transformá-la em um polo cultural e empresarial. Deu certo. Hoje, 70% do local já está ocupado com escritórios e a recém-chegada galeria Graphos.

Publicidade