Clique e assine por apenas 4,90/mês

UFRJ pede apoio ao MEC para recuperar áreas devastadas pelo incêndio

As pró-reitorias de Gestão e Governança e de Extensão, instaladas no oitavo andar da reitoria, ficaram destruídas e mais de 8 mil documentos foram perdidos 

Por Agência Brasil - Atualizado em 5 dez 2016, 11h01 - Publicado em 7 out 2016, 17h31

O reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Roberto Leher, informou nesta sexta (7) que pediu apoio do Ministério da Educação (MEC) para recuperar as áreas da universidade atingidas por um incêndio na última segunda (3). As pró-reitorias de Gestão e Governança e de Extensão, instaladas no oitavo andar da reitoria, na Cidade Universitária, na Ilha do Fundão, ficaram destruídas e mais de 8 mil documentos foram perdidos.

+ Limiar impede festival de música eletrônica na Quinta da Boa Vista 

Na próxima segunda (10), Leher apresentará ao MEC uma estimativa de custos para recuperar instalações, acervos e equipamentos destruídos no incêndio e instalar escadas de emergência no prédio da reitoria. Um dos objetivos é solicitar a liberação de verbas extras orçamentárias existentes no ministério para situações emergenciais. Na ocasião, o reitor levará também projetos emergenciais para aperfeiçoar a prevenção de incêndios no Centro de Ciências da Saúde e no Instituto de Química. A universidade também buscará apoio da bancada do Rio de Janeiro no Congresso para modernizar instalações construídas entre as décadas de 1950 e 1970.

A pró-reitora de Extensão, Maria Malta, afirmou que a memória de 35 anos de eventos realizados pelo setor foi perdida, e que a universidade fará um esforço para recuperar os registros de atividades do setor, responsável pelos projetos com escolas, grupos artísticos, movimentos sociais e culturais.

Publicidade