Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

UFRJ discute como conter sequestros com polícia na quarta (23)

Reunião foi marcada após ocorrência com 11h de duração na última sexta (18)

Por Redação VEJA RIO 21 Maio 2018, 13h48
CI Rio de Janeiro (RJ) 17/05/2015 – Alunos continuam a ocupar Reitoria da UFRJ , Ilha do Fundão RJ , Fotos : Fábio Guimarães / Extra / Agência O Globo. Fábio Guimarães/Agência O Globo

A reitoria da UFRJ marcou para a próxima quarta (23) uma reunião com a Polícia Civil. Na pauta do encontro, está a recente onda de sequestros, que tem assustado quem circula pela região.

A última ocorrência do tipo de maior repercussão aconteceu na última sexta (18). Na ocasião, um casal de professores foi raptado e ficou 11h sob a mira de bandidos. De acordo com profissionais que atuam no Fundão, três fatores colaboraram para o aumento do número de casos de violência na região nos últimos tempos.

O primeiro é o fato dos seguranças que vigiam o local serem terceirizados. A universidade não conta hoje com agentes próprios. O segundo é o corredor Transcarioca, que chamou a atenção de usuários de crack para o local e fez a quantidade de asssaltos crescer. O uso por bandidos das vias que cortam a Cidade Universitária como rota de fuga é o terceiro problema a ser resolvido.

  • Publicidade