Clique e assine por apenas 4,90/mês

Insensatos em desfile: o transtorno gerado pelos negacionistas na cidade

Manifestantes contra o isolamento social circularam pelo Rio e levaram à interdição temporária da Rua Pinheiro Machado, em Laranjeiras

Por Pedro Tinoco - Atualizado em 22 Maio 2020, 19h06 - Publicado em 1 Maio 2020, 08h00

Contra o isolamento social, adotado em mais de 170 países e recomendado pela OMS, manifestantes circulam pelo Rio e por outras cidades do país com seus carros, alto-falantes e bandeiras para exigir a reabertura imediata do comércio e a volta ao trabalho. Como autoridades de saúde não cansam de explicar, o retorno à normalidade possível, desejado por todos, vai ser gradual e orientado por dados que evidenciem algum controle sobre a pandemia. Por enquanto, barulho, engarrafamento e aglomeração nas ruas só provocam transtorno, desviam policiais e controladores de tráfego de missões mais importantes e atrapalham o bom funcionamento de outros serviços essenciais. Segundo informações da Secretaria de Estado da Polícia Militar, essa marcha da insensatez sobre rodas levou à interdição temporária da Rua Pinheiro Machado entre os dias 13 e 19 de abril. Algum recorde foi batido.

Rio2C: sem nova data definida, evento de inovação fará ‘super live’

Plataforma cria redes de solidariedade contra a Covid-19 nas favelas

Sanitarista sugere forma simples de evitar colapso no sistema de saúde

Publicidade