Clique e assine por apenas 4,90/mês

Taxistas irregulares são denunciados pelo MP por ameaças e agressões

O grupo atua no Galeão desde 2014, lucrando com atividades irregulares e ameaçando motoristas e funcionários do aeroporto

Por Agência Brasil - Atualizado em 5 dez 2016, 11h00 - Publicado em 11 out 2016, 17h19

O Ministério Público (MP) do Rio de Janeiro denunciou à Justiça 49 taxistas irregulares suspeitos de ameaçar taxistas legalizados no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão. Segundo o MP, o grupo atua no desembarque dos dois terminais desde 2014, lucrando com atividades irregulares e ameaçando motoristas e funcionários do aeroporto.

+ Aplicativos de táxi aprimoraram seus serviços para enfrentar concorrência 

Eles estão sendo denunciados pelos crimes de lesão corporal, injúria, constrangimento ilegal, ameaça, dano, estelionato, adulteração de sinal identificador de veículo, desobediência, desacato, exercício arbitrário das próprias razões, exercício irregular da profissão e crimes contra a economia popular e as relações de consumo. Parte dos denunciados é aliciadora de passageiros. Alguns deles aparentavam ser empregados credenciados de uma das sete cooperativas autorizadas pelo Consórcio Rio Galeão e abordavam passageiros de forma inconveniente no saguão para oferecer o serviço de táxi irregular com valor fixo das corridas. Em troca, eles recebiam percentuais das corridas.

Outra parte dos denunciados é de motoristas irregulares. Alguns usavam táxis registrados na prefeitura, enquanto outros usavam até mesmo carros particulares. Além de ameaçar passageiros, são suspeitos de fraudar o estacionamento do aeroporto. Eles faziam rodízio com o cartão de estacionamento enquanto esperavam passageiros. O MP quer a adoção de medidas cautelares, enquanto o processo não foi julgado, entre elas não se aproximar de um raio de um quilômetro do aeroporto.

Continua após a publicidade
Publicidade