Clique e assine por apenas 4,90/mês

Suspeitos de agressão a torcedor do fluminense são investigados

Pedro Lucas Scudieri foi atacado com barras de ferro no último domingo

Por Redação VEJA RIO - 8 fev 2017, 15h00

Integrantes de uma torcida organizada estão sendo investigados pela Polícia Civil como suspeitos de terem participado de uma agressão com barras de ferro ao torcedor do Fluminense Pedro Lucas Scudieri, na noite do último domingo. Um amigo que estava com Pedro prestou depoimento na 18 DP (Praça da Bandeira) e testemunhou que viu quatro homens sem camisa caminhando com as armas brancas próximo ao local. Da vítima, só foi levada uma faixa com a inscrição “Bravo 52” — nome de um grupo de torcedores do Fluminense conhecidos, inclusive pela diretoria do clube, como pacíficos. Celulares e dinheiro não foram levados.

Segundo o depoimento da testemunha, um homem foi detido pela PM e levado à 18ª DP na noite do crime, mas não foi reconhecido pelos amigos de Pedro e foi liberado. Alcides Pereira, delegado da distrital, afirmou que a polícia já identificou suspeitos do crime. Pedro está internado em estado grave no Hospital do Amparo, no Rio Comprido, onde passou por uma cirurgia e, segundo o último boletim médico, tem a pressão intracraniana normal. Quem quiser fazer doações de sangue deve ir ao Hospital do Carmo, na Rua do Riachuelo 43, 3° andar, no Centro e doar no nome de Marilene Scudieri, mãe do jovem.

Publicidade