Clique e assine por apenas 4,90/mês

STF decide que Bruno deve voltar para a prisão

Atleta cumprirá o restante da pena de 22 anos e 3 meses por ser mandante do assassinato de Eliza Samudio

Por Redação Veja Rio - 25 abr 2017, 16h14

Cerca de um mês depois de conseguir liberdade e até voltar a jogar pelo Boa Esporte, de Minas Gerais, o goleiro Bruno voltará para a prisão. Nesta terça-feira (25), a Primeira Turma do Superior Tribunal Federal (STF) revogou a decisão do ministro Marco Aurélio Mello com a maioria dos votos. Os ministros Alexandre de Moraes, Luiz Fux e Rosa Weber votaram a favor e apenas Mello foi contra.

Na última quinta-feira (20), o procurador-geral da República Rodrigo Janot solicitou solicitou ao STF a revogação do controverso habeas corpus concedido ao atleta, ex-Flamengo. Para Janot, a demora para o julgamento em definitivo da sentença do goleiro está relacionada a uma estratégia adotada por sua defesa ao arrastar o processo com a interposição de diversos recursos. Bruno retornará à prisão para cumprir o restante da pena de 22 anos e 3 meses por ser mandante do assassinato de Eliza Samudio. A defesa do atleta não comentou a decisão.

Publicidade