Clique e assine por apenas 7,90/mês

“Sou gestor de uma massa falida”, diz secretário de segurança

Roberto Sá deu declaração em reunião da Câmara de Comércio Americana nesta sexta (01)

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 1 dez 2017, 14h03 - Publicado em 1 dez 2017, 14h02
O Globo/Agência O Globo

Roberto Sá soltou o verbo em uma reunião na manhã desta sexta (01) na Câmara de Comércio Americana. Durante seu discurso, o secretário de segurança fluminense afirmou: “Sou gestor de uma massa falida, mas nós vamos nos recuperar”.

Sá aproveitou a oportunidade para alfinetar Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados e crítico de seu trabalho. “É muito fácil ouvir comentários e falar do jogo de futebol quando ele acaba. Mas trabalhar nesse cenário, quando se assume com decreto de calamidade financeira, talvez não tenha sido uma boa escolha, mas ia me sentir a pessoa mais covarde da face da Terra se não aceitasse”, disse o secretário.

Quando a guerra pelo controle do tráfico começou na Rocinha, em setembro, Maia afirmou que a situação provava que Sá não tinha condições de continuar no cargo e que não poderia ser tão irresponsável. “Os bandidos perderam o respeito pelas autoridades. O Rio precisa de gente séria, que fale a verdade para a população”, chegou a dizer o parlamentar na ocasião. Enquanto deputado e secretário discutem, mais de 120 policiais foram mortos em 2017 no estado, que contabilizou 4429 homicídios dolosos de janeiro a outubro.

Publicidade