Clique e assine por apenas 4,90/mês

Sobe e Desce

Histórias cariocas

Por Pedro Tinoco - Atualizado em 5 jun 2020, 18h04 - Publicado em 5 jun 2020, 06h08

SOBE

Oxímetro.
Depois do álcool em gel e da máscara, o sonho de consumo da vez é o aparelho que mede o nível de oxigênio no sangue — taxas baixas são um dos sintomas da doença. Na maioria das farmácias da cidade o produto está esgotado.

Solidariedade no teatro
Iniciada em abril, a campanha da Associação dos Produtores de Teatro já distribuiu cartões de alimentação no
valor de 500 reais a quase 900 profissionais. A fila de candidatos ao benefício ainda é grande e depende de
novas doações.

Música brasileira.
Caetano Veloso animou-se a compor inéditas para um próximo trabalho. Gilberto Gil e a banda BaianaSystem colocaram seu show nas plataformas digitais no fim de abril, duas semanas antes de João Bosco lançar DVD. Nestes tempos incertos, só a MPB salva.

DESCE

Estatísticas mascaradas.
Em maio, a prefeitura deixou de atualizar o número de óbitos no Painel Rio Covid-19 e, quando voltou a publicar
o dado, o fez com novos parâmetros. No dia 25, o site da prefeitura contava 1 801 mortos pela doença na cidade,
enquanto o IBGE registrava 2 831.

Guerra às drogas.
Em abril foram registradas 177 mortes durante ações de policiais, número 43% maior que no mesmo período de 2019. Em maio, uma dessas operações resultou na morte do garoto João Pedro, de 14 anos, que estava dentro de casa.

Corrupção na pandemia.
Investigações, operações policiais e prisões — de agentes públicos e privados — motivadas por casos de superfaturamento na compra de material para o tratamento das vítimas de Covid-19 mostram que no fundo do poço há um alçapão.

 

Continua após a publicidade
Publicidade