Clique e Assine a partir de R$ 3,90/mês

Eduardo Paes diz que saúde será prioridade de seu governo

Ele cumprirá seu terceiro mandato na prefeitura do Rio de Janeiro

Por Agência Brasil 30 nov 2020, 11h44

Eduardo Paes (DEM) foi eleito neste domingo (29) prefeito da cidade do Rio de Janeiro. Aos 51 anos, ele cumprirá seu terceiro mandato à frente do executivo municipal. Ele governou a capital fluminense por dois mandados seguidos, de 2009 ao final de 2016.

+Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui  

Ao discursar já como prefeito eleito, ao lado da mulher e dos filhos, Paes agradeceu aos cariocas que foram às urnas. “O Rio vai voltar a dar certo e é uma forma de dizer um não contundente a esse governo reacionário que tomou conta da nossa cidade nos últimos quatro anos”.

Ele também agradeceu pelo apoio recebido do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), do mesmo partido, que também estava ao seu lado, junto com a mulher Patrícia.

+Rio teve mais abstenções do que votos no candidato eleito Eduardo Paes 

Continua após a publicidade

O prefeito eleito disse que o maior desafio será recuperar a área da saúde. “A primeira medida está na saúde pública, está na pandemia, que assolou a nossa cidade, o nosso estado, o Brasil e o mundo”, disse Paes, ao completar: “nós precisamos recuperar as Clínicas da Família, prepará-las para o processo de vacinação, recuperar o abastecimento e a regularização de medicamentos”.

Eduardo Paes lembrou que, com o adiamento das eleições por causa da pandemia, o período de transição ficou mais curto. Por isso, ele fez um apelo ao prefeito Marcelo Crivella para que compartilhe com a equipe de transição os dados da prefeitura. “Eu espero que o prefeito Marcelo Crivella nesse último mês de administração, ajude no sentido de preparar a cidade para essa transição, para que nós possamos devolver à cidade uma gestão que corresponda às expectativas da população”, disse.

+Bretas condena Cabral a 19 anos de prisão e Barata a 28 anos 

Paes anunciou que, já a partir de amanhã, vai se dedicar totalmente ao Rio de Janeiro. “Queria deixar a mensagem para todos os cariocas de que nos próximos quatro anos vocês vão ter um prefeito que vai dar o sangue, que vai lutar muito, que vai trabalhar muito. Aqui tem uma pessoa mais experiente do que aquele prefeito que ganhou as eleições aos 38 anos de idade, em 2008”.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade