Clique e assine por apenas 4,90/mês

Meteorologia: saiba por que choveu tanto em fevereiro no Rio

Desta vez, o El Niño e a La Niña são inocentes; é a temperatura das águas do Atlântico que vem interferindo na quantidade de chuva

Por Cleo Guimarães - Atualizado em 3 mar 2020, 21h11 - Publicado em 3 mar 2020, 14h36

Este fevereiro que acaba de terminar foi o mais chuvoso desde 1996, com mais que o dobro da média histórica do mês, de 108mm – o volume de chuvas desta vez chegou a 276mm. Mas, você deve estar se perguntando, o que houve? Como explicar esse fenômeno? Segundo a meteorologista do Climatempo Josélia Pegorim, desta vez o El Niño e a La Niña são inocentes: eles não estão interferindo na chuvarada que castigou não só o Rio, mas toda a região Sudeste. Ela conta que, este ano, o que “pegou” foi a temperatura da água do mar do oceano Atlântico. 

A água do Atlântico Sul, próximo da costa do Sudeste, está com temperatura abaixo do normal. Isto está interferindo na circulação dos ventos sobre o Brasil, em diversos níveis da atmosfera. A água fria na costa do Sudeste vem facilitando a convergência de ventos úmidos e quentes vindos da região Norte, e também ventos úmidos vindos do mar, que se encontram sobre o Sudeste. Desde o começo do verão, já tivemos várias semanas nas quais esta convergência de ventos ficou bastante acentuada, fazendo com que as áreas de chuva ficassem mais intensas e persistentes sobre a Região Sudeste. Isto vem causando muita chuva também sobre a cidade e o estado do Rio, de forma geral

Durante o mês de fevereiro tivemos um agravante: a parte mais intensa desta concentração de umidade ficou mais tempo sobre a região que abrange a cidade do Rio, facilitando a ocorrência de chuva. 

Aí você se pergunta: como será o mês de março?

Março já começou com características semelhantes às de fevereiro. A primeira semana do mês será marcada por muita nebulosidade e chuva frequente sobre a cidade do Rio, e em todo o estado. Será a mais úmida de março e podem ocorrer eventos de chuva forte e volumosa. Para a segunda semana, a expectativa é de que o sol volte a aparecer forte, mas algumas pancadas ocorrem nos finais de tarde e a à noite. A temperatura fica alta. A segunda quinzena de março terá sol e pancadas de chuva, mas ainda não se pode descartar a ocorrência de alguns temporais.

Continua após a publicidade
Publicidade