Clique e assine por apenas 4,90/mês

Rio reduziu em até 90% emissões de monóxido de carbono

O dado está no segundo Inventário de Emissões Veiculares, lançado nesta quinta (22), em evento no Museu do Amanhã 

Por Agência Brasil - Atualizado em 5 dez 2016, 11h03 - Publicado em 23 set 2016, 19h26

Com as medidas de controle implantadas desde 2004, as emissões atmosféricas de gases do efeito estufa, como monóxido de carbono (CO) e óxido de nitrogênio (Nox), foram reduzidos em até 90% na região metropolitana do Rio de Janeiro. Os dados estão no segundo Inventário de Emissões Veiculares, lançado nesta quinta (22), em evento no Museu do Amanhã, na Praça Mauá.

+ Floresta dos Atletas começa a ser plantada no Rio 

Na comparação com o primeiro inventário, publicado em 2004, as emissões de CO na região diminuíram 90% e as de NOx foram reduzidas em 75%, mesmo com o aumento de vias no levantamento, que passou de 186 para 1.233, e da frota, que era 885.716 em 2004 e agora é de 1.352.561 veículos. Segundo o levantamento, 63% da poluição atmosférica medida vem de automóveis particulares.

De acordo com o secretário de Estado do Ambiente, André Corrêa, medidas adotadas pelo estado, como as vistorias dos veículos, inspeção em parceria com o Procon e incentivo ao uso do Gás Natural Veicular (GNV) contribuíram para a melhora. Medidas adotadas no âmbito federal também foram significativas, como o uso de etanol e o biodiesel, a qualidade do combustível vendido e normas mais rigorosas para a fabricação de veículos. 

Publicidade