Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Mercado digital: Rio estuda criar criptomoeda própria

Publicado nesta sexta (14) no Diário Oficial do município, decreto cria um grupo de trabalho para discutir o investimento no mercado de moedas digitais

Por Redação Atualizado em 14 jan 2022, 15h04 - Publicado em 14 jan 2022, 15h02

Com planos de tornar o Rio um hub nacional no mercado de moedas digitais, a prefeitura anunciou a criação de um grupo de trabalho para discutir e propor ações relacionadas ao tema. O decreto foi publicado nesta sexta (14), no Diário Oficial do município, e destaca o potencial deste segmento para impulsionar a economia carioca. Entre as ações que serão analisadas pela equipe, está a criação de uma moeda carioca – a Crypto Rio.

+ Volta à cena: lei que permite reconstrução do Canecão é sancionada

A criptomoeda é um tipo de dinheiro totalmente digital que utiliza a tecnologia blockchain e a criptografia para realização das transações . O investimento nesta frente foi antecipado pelo prefeito Eduardo Paes na quinta (13), em uma palestra com o prefeito de Miami, Francis Suarez, no Rio Innovation Week. Durante o evento, Paes anunciou a intenção de aplicar 1% do Tesouro do Rio em criptomoedas e de oferecer descontos para quem usar a moeda digital no pagamento de impostos, como o IPTU.

Compartilhe essa matéria via:

Todas essas medidas serão avaliadas pelo novo Grupo de Trabalho em um estudo, com prazo de 90 dias a partir do decreto para ser concluído. A equipe será coordenada pela Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento e pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação, e contará com representantes das secretarias de Governo e Integridade Pública, Ciência e Tecnologia, Procuradoria Geral do Município, Agência de Fomento do Município do Rio de Janeiro (Invest Rio) e Empresa Municipal de Informática (Iplan Rio).

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Além de representantes do governo, o grupo poderá contar com a participação de outros órgãos, instituições de pesquisa e ensino, especialistas e demais membros da sociedade civil.

Continua após a publicidade

Publicidade