Clique e assine por apenas 4,90/mês

Rio assume pacto para alfabetizar crianças até 8 anos de idade

O pacto é um compromisso formal assumido pelos governos federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas ao fim do 3º ano do ensino fundamental

Por Agência Brasil - Atualizado em 5 dez 2016, 11h27 - Publicado em 2 mar 2016, 17h48

O estado do Rio de Janeiro assumiu, com o Ministério da Educação (MEC), o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. A assinatura ocorreu nesta terça (1º), com as presenças do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão.

O pacto é um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade, ao fim do 3º ano do ensino fundamental.

+ Governo do Rio vai lançar projeto cultural para Baixada Fluminense

+ Pesquisa revela que 71% dos cariocas estão insatisfeitos com a cidade

+ Os desafios do Rio para ser o centro do mundo durante a Olimpíada

O ministro disse que aprender a ler e escrever na idade certa é uma das principais ferramentas de cidadania. “Uma de cada quatro crianças não aprende a ler o que deveria até os 8 anos de idade. Uma entre cada três crianças não aprende a escrever o que deveria. E uma entre cada duas crianças não aprendem a matemática que precisariam até os 8 anos de idade. Nós temos evoluído, mas não na velocidade que o Brasil precisa.”

Segundo Mercadante, o objetivo é dar um salto de qualidade na educação. “Estamos reorganizando o programa, com as secretarias estaduais e municipais na gestão, produzindo um material pedagógico comum por região. Estamos pegando o Programa Mais Educação, que aumenta a jornada escolar em três horas por dia, e priorizando as 26 mil escolas que representam 70% do problema. Nós temos 180 mil escolas no Brasil e 26 mil, que é onde está o problema, nas periferias das cidades, nas cidades do interior, onde está a pobreza. É aí que está a dificuldade na alfabetização.”

Embora a alfabetização dos estudantes seja feita nas escolas municipais, o governador do Rio ressaltou que o pacto vai ajudar a preparar os alunos a chegarem ao ensino médio com uma qualidade maior de conhecimento. “A iniciativa beneficia o estado porque o aluno chega mais preparado. Nós já estamos tentando esta parceria com os municípios. De 92 cidades, 77 já aderiram. Isso tudo ajuda o estado nas notas dos alunos. Quanto mais prepararmos e ajudarmos os municípios, esses alunos chegarão mais preparados nas escolas do estado.”

Informações completas sobre o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa podem ser acessadas na página do MEC na internet.

Continua após a publicidade
Publicidade