Continua após publicidade

Reparo da Cedae em Laranjeiras desenterra dois cofres fechados

Historiadores acreditam tratar-se de vestígio da Companhia de Fiações e Tecidos Aliança, que funcionava no local

Por Rafael Sento Sé
Atualizado em 24 nov 2017, 13h11 - Publicado em 24 nov 2017, 13h11

Um reparo corriqueiro da Cedae na pracinha no meio da Rua General Glicério desenterrou dois cofres antigos. Surpresos, moradores e comerciantes passaram a especular sobre o que haveria lá dentro, mas os artefatos permaneciam intocados até o fechamento desta edição, na terça (21). Historiadores acreditam tratar-se de vestígio da Companhia de Fiações e Tecidos Aliança, que funcionava no local e ditava o ritmo de vida do bairro no fim do século XIX e nas primeiras décadas do seguinte. A construção monumental em estilo inglês, que chegou a empregar 1 000 funcionários, foi demolida no fim dos anos 30 para dar lugar ao ajardinado trecho da via. Próximo dali, no início da Rua Cardoso Júnior, ainda está de pé parte da vila operária.

 

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.