Continua após publicidade

Rede D’Or é proibida de cobrar taxa de pernoite de acompanhantes

A empresa, que cobrava R$126 pelo serviço, terá que indenizar os clientes

Por Redação VEJA RIO Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
2 mar 2018, 16h50

A Justiça proibiu os hospitais e casas de saúde da Rede D’Or de cobrar taxa de pernoite de acompanhantes de pacientes. As unidades, que exigiam o pagamento de R$126 pelo serviço, serão obrigadas a indenizar os consumidores. Caso descumpra a medida, a empresa deve pagar multa diária de R$20 mil. A decisão da Primeira Vara Empresarial foi tomada após o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) questionar a prática.

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.