Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Mais de 5 milhões: essa é a dívida da Rainha do Reboque com o Estado

Dona da Rebocar Remoção e Guarda de Veículos, Priscila Santos acumula processos e calotes; com mais de 416 mil seguidores, exibia uma vida de luxo nas redes

Por Da Redação 8 abr 2022, 14h37

Dona da Rebocar Remoção e Guarda de Veículos, Priscila Santos ficou conhecida como Rainha do Reboque e exibia uma vida de luxo e riqueza para os seus mais de 416 mil seguidores no Instagram. Mas acabou ganhando outro tipo de fama, a de má pagadora. Só ao governo do Rio, ela tem uma dívida que ultrapassa os 5 milhões de reais. A empresa foi contratada há três anos pelo Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Detro) para os serviços de reboque, guarda e leilão de veículos apreendidos. O contrato tem valor estimado em mais de R$ 25.80.576,14 para o lote 1, que contempla as cidades do Rio, Niterói e São Gonçalo.

+ Viradouro faz o último ensaio técnico antes do Carnaval neste domingo (10)

Há ainda suspeita de fraudes. Uma testemunha diz que arrematou dois veículos por mais de 7 mil reais em um leilão promovido pela empresa de Priscila, mas que nunca recebeu os carros. Apesar das denúncias, a empresária e influencer pretende entrar para a política. Ela assinou a filiação ao PL. Ao G1, o partido disse que não vai comentar as denúncias porque só define os candidatos em julho.

Um dos pátios da Rebocar, em Vargem Grande, na Zona Oeste, não está funcionando. Apenas um funcionário continua indo ao local, fechado há cerca de seis meses. O terreno é alugado e já foi expedida uma ordem de despejo. A dívida acumulada já chega a 2 milhões de reais. Priscila, porém, não respondeu a qualquer citação até agora. Outra dívida é a de energia elétrica, que já passa de 189 mil reais. Os reboques, também terceirizados, geram mais dívidas inclusive trabalhistas.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Em 2014, a Rainha do Reboque já havia sido investigada por peculato por autorizar a retirada irregular de peças de um carro que estava no pátio do Detran, em Guarapari, no Espírito Santo. Em 2017, foi alvo de duas novas investigações, desta vez por estelionato e fraude. Ela teria assinado e entregado um cheque que não era dela para comparar um cachorro.

Em nota, a Rebocar informou que “está trabalhando junto ao Detro para que sejam solucionadas todas as pendências decorrentes de conflitos contratuais, administrativos ou judiciais“, e que aguarda a relação do Detro nos próximos dias para começar a liberar os veículos que estão no pátio.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 12,90/mês