Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Quatro meses após reabertura, Casa da Gávea é tombada

Decreto foi assinado pelo prefeito Eduardo Paes nesta segunda (28), uma semana depois da ameaça de despejo do centro cultural

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 5 dez 2016, 11h35 - Publicado em 28 dez 2015, 14h51

Um dos principais centros culturais da cidade, a Casa da Gávea encerra o ano com uma boa notícia. Nesta segunda (28), o prefeito Eduardo Paes determinou o tombamento definitivo do monumento instalado em um sobrado na Praça Santos Dumont há 23 anos. A publicação do decreto é um alívio aos fundadores e frequentados da casa, que teve suas atividades encerradas em novembro de 2014 por falta de patrocínio.

+ Uma pequena retrospectiva do ano de 2015 para os cariocas

Apesar de ter sido reaberta em agosto deste ano, a via crucis da Casa da Gávea ainda não acabou. Há uma semana o ator Paulo Betti, um dos fundadores e integrante da administração do centro cultural, recebeu uma ordem de despejo do imóvel, pois os herdeiros do antigo proprietário não querem renovar o contrato.

Publicidade