Clique e assine por apenas 7,90/mês

Prefeitura quer fazer piscinão para evitar inundações na Tijuca

De acordo com o projeto, o reservatório com capacidade para 70 milhões de litros de água, na Rua Heitor Beltrão, custaria R$2,6 milhões

Por Redação VEJA RIO - 9 abr 2018, 15h08

A prefeitura do Rio fará licitação, nesta sexta-feira (13), para os projetos básico e executivo da obra do piscinão da Rua Heitor Beltrão, na Tijuca. A construção, orçada em R$2,6 milhões, é parte de um pacote de intervenções que prevê um gasto de R$ 460 milhões com o objetivo de evitar alagamentos no bairro. O plano previa cinco reservatórios, dos quais três já começaram a ser feitos: o da Praça Varnhagen, o da Praça Niterói e o da Praça da Bandeira.

De acordo com previsões iniciais o piscinão da Heitor Beltrão seria capaz de armazenar 70 milhões de litros de água. O projeto evitaria a chegada da água do Rio Trapicheiros à Praça da Bandeira, foco de inundações.

A obra de transposição do Rio Joana, outro projeto para reduzir as inundações na Grande Tijuca, deveria estar pronta desde 2016, mas as interrupções constantes impediram o cumprimento do prazo. A Rio Águas informou que fará um estudo para verificar a funcionalidade do sistema já construído e concluirá os projetos básico e executivo das construções que a  localidade precisa em 12 meses.

Publicidade