Clique e assine por apenas 4,90/mês

Prefeitura interdita Riba do Leblon e demole puxadinho

Moradores reclamavam do som alto fora do horário permitido e das mesas na calçada do bar há um ano e meio

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 28 ago 2017, 15h58 - Publicado em 23 ago 2017, 14h24
Riba: agito no Leblon Anna Fischer/Divulgação/Divulgação

A Superintendência da Zona Sul interditou nesta quarta (23) a filial do Riba localizada na esquina das ruas Dias Ferreira e General Urquiza, no Leblon. Além da interdição, a operação resultou na demolição de áreas irregulares que haviam sido construídas pelos donos do bar.

A ação é mais um episódio da longa briga entre o estabelecimento e os moradores do bairro. Há um ano e meio, eles reclamam do som alto fora do horário permitido e das mesas na calçada do bar – entre outros problemas. A prefeitura informou que tomou a decisão drástica após emitir 26 multas.

Um dos donos do Riba é Marco Antônio Luca. Ele é dono da Masan Serviços Especializados, uma das maiores fornecedoras de merenda e quentida do governo estadual. Acusado de chefiar um cartel que faturou R$ 8 bilhões nos governos Cabral e Pezão, o empresário foi preso em junho pela operação Lava-Jato.

Suspeita-se que ele tenha subornado agentes para conseguir os contratos públicos e que tenha lavado dinheiro com a rede de bares que foi alvo da blitz de hoje.

Continua após a publicidade

Após a publicação do texto acima, a Masan encaminhou à redação a seguinte nota:

O empresário Marco Antonio De Luca não faz mais parte do quadro societário da Masan desde agosto de 2015. De 2007 a 2017 a Masan ressalta que firmou contratos na ordem de 800 milhões e que nesses mesmos 10 anos, efetivamente, recebeu do Governo do Estado o montante de 500 milhões.

A empresa também afirma que fornece mão de obra qualificada para os mais diversos serviços e que nunca forneceu quentinhas ou qualquer tipo de alimentação para presídios no Estado do Rio de Janeiro.

A Masan reafirma que sempre se pautou pela lisura de suas operações.

Continua após a publicidade

(Texto atualizado em 28/08/2017, às 16h)

Publicidade