Clique e assine por apenas 3,90/mês

Prefeitura de Niterói faz projeto de VLT com vinte estações

O prefeito da cidade, Rodrigo Neves, busca investimento do Banco Interamericano de Desenvolvimento. O projeto está orçado em 750 milhões de reais

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 5 dez 2016, 11h43 - Publicado em 27 out 2015, 18h24

Os trilhos do VLT continuam sendo instalados pelos bairros centrais do Rio e um novo projeto surge do outro lado da Baia de Guanabara. A ideia é do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, que planeja fazer a ligação do bairro de Charitas ao Centro usando o Veículo Leve sobre Trilhos. Para tentar viabilizar a obra, o chefe do executivo apresentou na quinta (22), defendeu a ideia no Banco Interamericano de Desenvolvimento. O valor do empréstimo é estimado em 170 milhões de dólares, aproximadamente 661 milhões de reais.

O valor total do projeto, que inclui vinte estações em diversos bairros, é de 750 milhões de reais, mas o dinheiro do empréstimo pedido pelo prefeito irá custear somente metade da empreitada. O restante do dinheiro deverá ser captado com parceria público-privada. Os

+ Violência cria onda de insegurança em Niterói

No mesmo projeto a prefeitura ainda inclui obras de infraestrutura e urbanização do Morro do Estado e macrodrenagem do Rio Icaraí, nas proximidades do estádio Caio Martins. O projeto do VLT é a segunda etapa do Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social de Niterói Produis e que ainda uma linha de 11 quilômetros ligando a estação de Charitas ao Centro e com uma ramificação com TransOceânica.

Continua após a publicidade
Publicidade