Continua após publicidade

Por que corpo de turista israelense não passou por necropsia

Perito que esteve no local do acidente revelou que a jovem teve contusões nas regiões torácica e dorsal devido à queda

Por Redação
10 Maio 2024, 12h46

Segundo a Polícia Civil do Rio, seguindo um pedido da família da jovem Alma Bohadana, de 24 anos, que morreu após a queda de um barranco em Santa Teresa, o corpo não passará por exame de necropsia. O motivo é religioso, já que a prática está entre as leis do luto judaico.

+ Prefeitura assina pacto com Governo Federal para assumir a Leopoldina

“Os institutos de medicina legal respeitam as tradições religiosas das vítimas e procuram, por meios não invasivos, fazer o diagnóstico da causa da morte. Fazem exames laboratoriais e realizam exames de imagens, seguido de um bom exame externo. Com isso, tem condições de uma conclusão com grande acerto”, diz Nelson Massini, perito de medicina legal.

Compartilhe essa matéria via:

Na cultura judaica, somente em casos como o de crimes, por exemplo, pode-se realizar a autopsia. Ou quando ela pode ajudar a salvar vida de outro paciente. O procedimento é considerado pelos rabinos uma profanação dos mortos.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Segundo um perito que esteve no local do acidente e analisou o corpo de Alma, a jovem teve contusões nas regiões torácica e dorsal devido à queda. Em nota, a Polícia Civil afirmou que a investigação está em andamento na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC). Testemunhas foram ouvidas e imagens de câmeras de segurança são analisadas.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.