Clique e assine por apenas 4,90/mês

Policial Federal aposentado é assassinado nesta terça (26)

Na manhã desta quarta (27), um Policial Civil foi baleado em tentativa de assalto no Andaraí

Por Redação VEJA RIO - 27 jun 2018, 11h27

Um agente federal aposentado foi o 61º policial assassinado no estado do Rio de Janeiro este ano.  O policial federal Luís Carlos Dias foi morto em uma tentativa de assalto na noite de ontem (26), no Recreio dos Bandeirantes, bairro da zona oeste da capital.

De acordo com informações preliminares de policiais que atenderam a ocorrência, o agente foi abordado pelos assaltantes na Avenida Guignard, e teria se recusado a entregar os pertences com medo de ser identificado, já que sua carteira de policial estava junto com o telefone celular.

Dias então decidiu correr e os criminosos atiraram contra ele, que foi atingido nas costas. Mesmo baleado, a vítima ainda percorreu cerca de 200 metros para tentar buscar socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na Rua Gustavo Corção. Os bandidos fugiram sem levar nada. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital, que já fez uma perícia no local do crime.

Por pouco o número de mortes de policiais não aumentou logo na manhã desta quarta (27), quando um policial civil foi baleado durante uma tentativa de assalto na Rua Ferreira Pontes, no Andaraí, Zona Norte do Rio. Segundo primeiras informações da PM, o agente Marcus Aurélio Garcia Fonseca estava parado no interior do carro quando bandidos, em outro automóvel, anunciaram o assalto. O policial teria reagido e os criminosos atiraram.

Continua após a publicidade
Publicidade