Clique e assine por apenas 4,90/mês

Polícia identifica quatro suspeitos de estupro coletivo

Na manhã desta segunda (8), menina de 12 anos, vítima, e a tia que denunciou o caso à polícia foram à Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav)

Por Redação VEJA RIO - 8 Maio 2017, 14h47

Quatro suspeitos do estupro coletivo de uma menina de 12 anos em uma comunidade da Baixada Fluminense foram identificados pela polícia. Gravado pelos suspeito, o crime as imagens foram compartilhadas em redes sociais na última semana.

Na manhã desta segunda (8), ela e a tia, que denunciou o caso, foram à Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav) com os rostos cobertos. De lá, foram encaminhadas ao Centro de Atendimento ao Adolescente e à Criança (Caac), que funciona no Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro.

No local, a jovem fez exame de corpo de delito e foi medicada contra doenças sexualmente transmissíveis. De acordo com o delegado, a Polícia Civil fez uma solicitação para o Facebook preservar todo conteúdo que mostra o ato contra a menina.

Compartilhado em redes sociais, no vídeo pelo menos cinco rapazes aparecem nus, enquanto a menina grita pedindo para que parem com o ato, mas eles continuam com as agressões.

Publicidade