Clique e assine por apenas 4,90/mês

PM suspende férias de cerca de 2 mil policiais no Rio

A medida pretende reforçar a segurança durante no Réveillon de Copacabana, com um efetivo de 10 mil agentes, e na Rocinha, com equipes especiais

Por Redação VEJA RIO - 26 dez 2017, 12h30

A Polícia Militar do Rio suspendeu as férias de cerca de 2 mil PMs, para garantir a segurança durante o Réveillon de Copacabana, que receberá cerca de 2 milhões de cariocas e turistas. Faltam recursos para pagar o Regime Adicional de Serviço (RAS), programa do estado que remunera policiais que trabalham em seus dias de folga.

Folgas também estão sendo canceladas e funcionários da área burocrática poderão ser deslocados para o patrulhamento nas ruas. As decisões têm como objetivo manter um efetivo de, pelo menos, 10 mil homens, assim como no ano passado, quando houve redução no número em comparação a 2015.

A situação na Rocinha é outro entrave ao planejamento policial. A polícia pretende reforçar o policiamento na região com equipes dos batalhões de Choque, de Operações Policiais Especiais (Bope) e de Ações com Cães.

 

Publicidade