Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Pedágio da Linha Amarela volta a ser cobrado nesta sexta (9)

A tarifa provisória de R$ 4 foi aceita pela concessionária que administra a via, sugerida em uma audiência conciliatória nesta segunda (5)

Por Da Redação Atualizado em 8 abr 2021, 12h55 - Publicado em 8 abr 2021, 12h49

A Lamsa, empresa que administra a Linha Amarela, informou na noite de quarta (7) que aceitou a proposta encaminhada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, em audiência nesta segunda (5). A cobrança do pedágio será restabelecida com tarifa provisória de R$ 4 a partir da 0h desta sexta (9).

+ Alerj volta atrás e desiste da troca de nome do Maracanã para Rei Pelé

Na segunda (5), a concessionária havia pedido um prazo de pelo menos 48h para dar uma resposta sobre a sugestão da tarifa. A cobrança foi sugerida pelo ministro temporariamente até que a 6ª Vara de Fazenda Pública do Estado faça a perícia nos contratos para chegar a um novo preço.

Desacordos

A concessionária havia retomado a operação da via no dia 5 de março, após a decisão do ministro Luiz Fux de suspender o processo de encampação instaurado pela prefeitura.  Logo depois ter anunciado a retomada da cobrança no valor de R$ 7,20, a empresa foi impedida por um decreto de Paes, que determinou o retorno somente após uma decisão final do STF.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Outra tentativa de conciliação foi então realizada no dia 16 de março entre a prefeitura e a Lamsa, mas sem que houvesse acordo entre as partes, o processo foi remarcado.

Continua após a publicidade
Publicidade