Clique e assine por apenas 4,90/mês

Paulo Messina pede demissão da Casa Civil do Rio

A motivação teria sido os desentendimentos com César Benjamin, secretário municipal de Educação. Prefeito pediu que Messina reconsidere

Por Redação VEJA RIO - 5 jul 2018, 12h18

Secretário da Casa Civil do Rio de Janeiro um dos líderes do governo Marcelo Crivella, Paulo Messina (PRB) pediu demissão na tarde desta quarta (4). A decisão teria sido tomada por causa dos ataques incessantes que o político vinha sofrendo do secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin, e vai contra o ‘termo de paz’ assinado pelos dois a pedido do prefeito depois de troca de farpas em redes sociais. A Casa Civil afirmou que Paulo Messina pediu pessoalmente a exoneração do cargo para reassumir a vaga como vereador na Câmara Municipal.

O desentendimento entre o ele o secretário de Educação tornou-se público depois que os dois trocaram ofensas, através das redes sociais, em maio deste ano. Benjamin acusou Messina de “minar metodicamente as condições de governança da secretaria” e o chamou de “espertalhão e Napoleão de Hospício”. Na época, o parlamentar da pasta da educação pediu demissão do cargo por causa dos desentendimentos com o líder da Casa Civil, mas reconsiderou. Agora, Crivella pede que Messina faça o mesmo.

Publicidade