Clique e assine por apenas 7,90/mês

Patrocínio privado garantirá mais R$ 6,5 milhões para o Carnaval

A verba extra de R$ 1,5 milhão será conseguida por meio de patrocínio da iniciativa privada

Por Agência Brasil, Redação VEJA RIO - 10 jul 2017, 12h59
Fernando Frazão/Agência Brasil

A Prefeitura do Rio de Janeiro informou que as escolas de samba do Grupo Especial terão mais R$ 6,5 milhões, além dos R$ 13 milhões previstos inicialmente. Com a verba de R$ 19,5 milhões, cada agremiação contará com um orçamento de R$ 1,5 milhão para preparar seu desfile de 2018.

A verba extra de R$ 1,5 milhão será conseguida por meio de patrocínio da iniciativa privada, assim como acontece com os blocos carnavalescos. A decisão foi tomada por Crivella depois de reunião com o presidente da Liga das Escolas de Samba (Liesa), Jorge Castanheira, e os presidentes das agremiações, segunda (10), na sede da prefeitura. Diante do panorama econômico do Carnaval, o número de alegorias deve ser reduzido e os ensaios técnicos suspensos.

Nos dois últimos carnavais, as escolas de samba receberam R$ 2 milhões cada uma. Mas quando Marcelo Crivella assumiu a prefeitura, ele anunciou que cortaria essa verba pela metade, para que pudesse usar o dinheiro nas escolas da rede municipal.

Publicidade