Clique e assine por apenas 4,90/mês

Operação reforça a segurança no Centro do Rio

Prefeitura do Rio em parceria com o estado e a Fecomércio implanta plano com 500 agentes em três grandes áreas do bairro

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 5 dez 2016, 11h17 - Publicado em 1 jun 2016, 23h01

Em combate ao aumento dos índices de violência no Centro do Rio, mais de 500 agentes passam a reforçar a segurança da região a partir de 2 de julho, com o projeto Centro Presente. A iniciativa, que segue os moldes do que já vem sendo aplicado no Aterro do Flamengo, Lagoa e Méier, é uma parceria da prefeitura com a secretaria estadual de Assistência Social e Direitos Humanos e o Sistema Fecomércio. O investimento será ao longo de um ano, de aproximadamente R$ 47 milhões.

+ Em reta final nas obras, Centro do Rio começa a ganhar novos contornos

O policiamento será feito por policiais e militares das 6h30 às 22h30, em atuar em três áreas, incluindo a Região Portuária, o entorno do Museu de Arte do Rio (MAM) e o Aeroporto Santos Dumont. A mesma experiência na Lapa recendeu bons indicativos. Ao longo de dois anos, os agentes fizeram 20 mil acolhimentos de moradores de rua, prenderam 4.895 pessoas e capturaram 554 foragidos da Justiça. Entre as prisões, 152 foram de suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas. O projeto, que conta com o apoio de empresários ligados ao Sistema Fecomércio, já está em atividade no Aterro, Lagoa e Méier.

Publicidade