Clique e assine por apenas 4,90/mês

Onze dias após prisão, Eike Batista recebe visita da mulher

Flavia Sampaio esteve no presídio de Bangu, na Zona Oeste no Rio, na manhã desta sexta (10)

Por Redação VEJA RIO - 10 fev 2017, 17h43

Acusado pelo Ministério Público Federal de pagar US$ 16,5 milhões em propinas para o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, o empresário Eike Batista recebeu a primeira visita de um familiar após a prisão. Flavia Sampaio, mulher de Eike, o visitou em Bangu, na Zona Oeste, na manhã desta sexta (10), onze dias após o marido ser preso.

No dia 1º de fevereiro, o empresário teve o habeas corpus negado pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Eike Batista foi preso na Operação Eficiência no dia 30 de janeiro.

Publicidade