Clique e assine por apenas 4,90/mês

Ondas causam novos deslizamentos na Praia da Macumba

Mesmo após últimas obras, ressaca continua causando danos no calçadão da região

Por Redação VEJA RIO - 18 jun 2018, 19h07

A ressaca deste fim de semana nas águas do Recreio, na Zona Oeste do Rio, causou novos danos à orla da Praia da Macumba, que teve suas obras de contenção finalizadas pela Prefeitura do Rio há cerca de dois meses. Para conter as ondas, foram colocados grandes sacos de areia próximos à barreira, mas o impacto já os rompeu e também criou grandes buracos na extensão de areia.

O grande deslizamento mais recente aconteceu em outubro. Depois disso, a secretaria de Conservação e Meio Ambiente do Rio de Janeiro investiu R$ 14,5 milhões nas obras de contenção. O órgão alega que a obra foi definitiva, mas é preciso ainda uma outra ação, preventiva, que evitaria os efeitos da ressaca, dissipando ainda mais a força das ondas antes de chegar à área construída.

Para isso, ainda em outubro de 2017, a pasta afirmou ter começado a estudar a implementação de um projeto apresentado pela Coppe, pela primeira vez, no ano 2000. A solução seria fazer um quebra-mar e repôr cerca de 600 mil metros cúbicos de areia da praia. O custo total estimado era de R$ 40 milhões a R$ 50 milhões, mas seria preciso ainda atualizar a série histórica sobre o comportamento das ondas na praia. A contratação da Coppe para revalidação dos dados, no entanto, ainda não foi feita.

Publicidade